A primeira punheta

 

Não tem jeito! Mais cedo ou mais tarde a primeira punheta vem.

É por volta de 12 a 14 anos de idade que a rapaziada começa a tirar leite do pau. É inevitável porque faz parte da natureza do homem e está embutido no instinto de preservação da espécie. Ao contrário do que a igreja costumava (e ainda costuma) divulgar que o ato de masturbar-se é um ato pecaminoso e cheio de maldade, os cientistas já provaram que a masturbaçaõ é um mecanismo que garante ao ser humano sua existência, pois é com a estimulação dos órgãos reprodutores que o macho se prepara para gerar descendentes.

Acontece que um certo dia o garoto acorda com uma vontade diferente de manipular seu membro e então a punheta é consumada. Muitas vezes somos estimulados pelos amigos mais próximos que já tiveram essa experiência, a bater a primeira. Mas mesmo sem apoio, incentivo ou leitura sobre isso, o instinto faz com que o garoto pratique a masturbação porque é algo mais forte que ele e que remonta aos primórdios da humanidade.

O problema que muitos garotos têm que enfrentar nessa primeira punheta é a sensação de culpa que vem da ideologia plantada por forças religiosas, que isso é proibido e que faz mal. A verdade é que felizmente, o homem consegue aos poucos se libertar das ideologias e adotar seu próprio livre pensar. Portanto se você acabou de bater sua primeira ou entrou no site para saber se você tá errado, saiba que não há nada de errado nisso, pelo contrário, faz bem para saúde do homem ajudando a desenvolver os órgãos genitais, evitar problemas na próstata, ajuda a conhecer melhor o corpo e ajuda a revigorar as energias.

Não sinta culpa nenhuma! Faça agora o que você sente vontade e você será um adulto livre de vontades reprimidas.

 

A primeira vez 

Para os moleques iniciantes

É a primeira vez?

Você já ouviu falar em punheta, mas ninguém te explicou? Seus amigos não sabem e sua família não fala sobre isso?

Então preste atenção na explicação básica abaixo.

Como iniciar

Primeiro certifique-se que está sozinho em casa para não ser pegue com a mão na massa.

Com seu pênis duro, começe a fazer movimentos de vai e vem puxando a pele que cobre a cabeça do pau para tras. Inicialmente faça isso com leveza e vagarosamente. Aos poucos vai puxando com mai força. Perceba que você vai sentindo um prazer ao fazer esses movimentos.

Continue puxando para tras e levando para frente até sentir uma sensação bem gostosa que vai surgindo. Quando chegar essa sensação você pode aumentar a velocidade dos movimentos como se empinando uma pipa com pouco vento.

Se continuar, vai sair um líquido branco do seu pênis, esse é o gozo. Pronto! Você já bateu sua primeira punheta!

Limpe bem o gozo para não deixar psiatas do que fez. Lave bem o pênis depois.

Ficou mole? É normal! Após você gozar, sempre seu pau ficará automaticamente mole, mas não se preocupe que alguns minutos depois ele volta a estar disponível.

 

Atenção:

Se você sentir alguma dor durante a punheta, interrompa imediatamente. Se você tem dificuldade em expor a cabeça do pênis, então consulte a seção "sobre o pau" e saiba o que é fimose.